Make your own free website on Tripod.com
Aqui estão alguns indícios da minha tentativa de cômpor poemas.  Algumas pessoas gostam e outras não. Meu único medo é que quem gosta é da minha família ou amigo...

Sorriso
Diego Christensen

Não muito longe de nossas cidades cinzas
Existem céus limpos e azuis
Existem praias, existem vales
Aonde o raio de sol os toca

Então, conte seu jardim pelas flores
Nunca pelas folhas que caem
Conte seus dias pelas horas alegres
Não lembre das nuvens negras

Conte sua noite pelas estrelas, não sombras
Conte sua vida pelos sorrisos, não lágrimas
Conte sua idade pelos amigos, não anos.
E aproveite todo seu tempo de vida.


Pronto
Diego Christensen
Há coisas que faço e não sei por que
Coisas que eu sinto e não consigo dizer
pessoas que amo e não posso ter;
Triste é a vida, que me engana
Me faz assim o máximo, mas nem sei como
Se a vida fosse simples, eu seria infeliz
Mas por enquanto eu vivo, esperando o dia
em que eu possa dizer que estou pronto, para viver.


Poema do Mar
Diego Christensen

Quando olho para o azul do mar,
Lembro de todos que já conheci;
Quando o mar gelado possui meus pés,
Lembro de todos que nunca mais verei;
Quando sinto o vento contra minha face,
Imagino todos que tive e que nunca terei;
Mais o mais triste é saber,
Que a areia sobre meus pés,
Me lembra todas as pessoas que já enterrei.


PASSAR
Diego Christensen

Ao te ver passar, começo a pensar
Como é linda a alegria do teu olhar
Enquanto você fica distante, lembro
das noites que passei acordado
e sinto que estou apaixonado.


Erro
Diego Christensen

Eu já tentei me enganar,
e até a afastar, me enganei;
Todas as vezes que tentei,
eu me deparei com seus olhos,
refletindo no azul dos meus,
mas não mais o farei,
se teus olhos olhar,
e sentir o amor voltar;


Se olhar em seus olhos e não sentir,
o amor voltar, será minha culpa,
que esperei muito para te amar;
se teu olhar me reprovar, sei
que teu amigo vou continuar,
mas não consigo dormir,
sem pensar nesta pele macia,
que quero simplesmente tocar;

Se não consigo falar,
é por que teus olhos,
felinos me amedrontam,
mesmo assim, quando
neles eu olho
eu sinto o amor;
nunca vou desistir;
se esperar teu amor,
for um erro, morrerei
errando.

se te amar dói tanto,
sofrerei a vida toda;
por que sei que
o único remédio, é
estar ao seu lado;


Medo
Diego Christensen

Sei que talvez eu
não a mereça
mas se eu que te amo
não a mereço,
conte-me quem será
quem toda noite
sonha em a beijar
e numa sala
seu perfume satisfaz

Meu medo me faz esperar
Um momento mágico
Que talvez não virá
Por isso te escrevo
Simples poemas
Com certeza não parnasianos
Por que a beleza é você
Beleza igual a sua
Mortais palavras nunca
Vão representar

Por isso poemas escrevo
Não para impressionar
Mas para coragem tomar
E talvez um dia
Meu amor revelar.


BELA
Diego Christensen

Ao lembrar do teu sorriso,
Eu sinto o toque suave da tua pele,
Ao fechar os olhos,
Imagino o gosto da sua boca
Mas este não sei se sentirei
Por que talvez meu sentimento
Não seja partilhado por você

Se teu nome fosse outro
Você não seria a mesma
Porque tão real ele acaba
Que me enche os olhos de lágrima
Toda vez que lembro
da beleza que te rodeia
Eu imagino como será
A próxima vez que ao teu lado ficar...
Sentir teu calor vibrar e
Nele ver  garantir que
sempre ao teu lado vou ficar.


Amigos
Diego Christensen

Procurei um amor
Não encontrei
Procurei um motivo
Não me importei
Procurei respostas
Quase encontrei
Procurei um amigo
Encontrei você
Procuro o sentido
Encontrarei com você...


Os próximos três poemas, podem ser considerado uma série, foram escritos no mesmo dia, entre as 5:30 e 6:30, do dia 22/06/01.


Com Você
Diego Christensen

Nada é mais belo, que o seu olhar
Só pra me provocar.
Se a tua boca fosse mel,
doce eu queria ficar.
Quanto mais eu penso,
mais penso em você.
Pois as vezes eu sonho,
como tua seria melhor ao teu lado.


Importância do amor
Diego Christensen

Hoje eu vejo como
é importante o português,
Pois um simples verbo,
me faz enlouquecer.
Faz-me perder o tempo e o lugar,
contar as horas pra te encontrar.
Este verbo não é grande,
nem meu, mas é tão usado,
que quem nunca conjugou,
diz ser  irreal.
Verbo mais belo, não digo,
desde que soube como é bom
"Amar" você.



Louco
Diego Christensen

Que amor mais louco,
não me deixa durmir e me faz bobo.
Não sei, se oque sinto é real
ou ilusão, mas posso dizer qué é de coração.
Há muito tempo, eu busco tal sentimento,
mas como já tinham me dito,
ele é teimoso.
Chega na hora errada
e escolhe quem quer
e esquece de perguntar,
se pode continuar.
Nada posso fazer,
além de alimentar,
pois só você pode
com essa dor acabar,
me amando.



Você em Mim
Diego Christensen e Diego Sales

"Toda vez que a encontro, sinto alegria em te ver;
Toda vez que a toco, sinto a intensidade do teu calor;
Toda vez que a beijo, sinto o prazer do nosso amor.

A distância nos separa, mas o amor nos une;
Você é o sonho, que tenho todo dia
E por você insisto em não acordar.

Quando estou com você, perco os sentidos e fico nas nuvens;
Quando estamos juntos, me sinto completo;
Quando estamos separados, me sinto vazio.

Se o sonho acabar, e você deixar de amar
Não vou agüentar, pois você é minha vida;
`Ninguém comete erro maior, do que não amar por que pode amar só um pouco'"





Copyright ©2002 - Diego Christensen.
Todos os direitos reservados. All rights reserved.